Matriz de Nossa Senhora da Conceição – Congonhas do Campo, Minas Gerais

A matriz de Congonhas do Campo teve sua construção iniciada na primeira metade do século XVIII, quando foi criada a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição (1734).

A obra constou, provavelmente, de uma primeira igreja, que depois foi aumentada ou reconstruída, ocasião em que passou a ter uma das naves mais espaçosas dentre as igrejas setecentistas de Minas.

No total, essa igreja possui cinco retábulos, dos quais os mais antigos são os colaterais, provavelmente oriundos da matriz primitiva. Consta que Manuel Francisco Lisboa – pai do Aleijadinho – foi o responsável pelo douramento da capela-mor, no ano de 1764.

A fachada é robusta e bem proporcionada, contando com cunhais e cornijamento em pedra, assim como na matriz da cidade vizinha Conselheiro Lafaiete.

O portal é esculpido em pedra sabão, representando a Arca de Noé, e sua autoria é atribuída ao Aleijadinho – que esteve na cidade para trabalhar no Santuário do Bom Jesus.

 

REFERÊNCIAS:

– Bazin, German, L’Arquitecture Religieuse Baroque au Brésil, Tome II, Paris: Librairie Plon, 1958

– Mourão, Paulo Kruger Correa, As igrejas setecentistas de Minas, Belo Horizonte: Itatiaia, 1986

Site da paróquia

Um comentário sobre “Matriz de Nossa Senhora da Conceição – Congonhas do Campo, Minas Gerais

  1. Uma pequena correção em um site que adoro: em 27 de dezembro de 1948, o município de Congonhas do Campo passou a denominar-se apenas como Congonhas, pela Lei Estadual n.º 336.
    Abraços,

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.