Igreja do Convento de São Francisco – João Pessoa, Paraíba

Inicialmente, vale lembrar que essa igreja, bem como o convento, são, na verdade, dedicados a Santo Antônio – frade franciscano nascido em Lisboa e falecido em Pádua. Mas o costume popular passou a se referir ao local como “Convento e Igreja de São Francisco”, que é o fundador da ordem.

O convento franciscano da Paraíba foi fundado por Frei Melchior de Santa Catarina, ainda no século XVI, mais precisamente em 1589, época em que, em decorrência da União Ibérica, o Brasil pertencia ao império espanhol. Nesse período, a Cidade da Paraíba – onde se situava o convento – chamava-se “Filipéia de Nossa Senhora das Neves“, em homenagem ao rei Filipe II de Espanha.

No ano de 1608 a construção primitiva do convento foi terminada, e nela habitavam doze frades.

Porém, em 1630, a Companhia das Índias Ocidentais, dirigida por holandeses, promoveu uma invasão armada da região Nordeste, a partir de Olinda, desencadeando uma série de batalhas, dispersões e migrações. Na cidade da Paraíba os holandeses chegaram em 1634, conseguindo a rendição da guarnição local na véspera de Natal daquele ano. No entanto, os frades ainda conseguiram se manter no convento por mais algum tempo, até serem definitivamente expulsos em 1636. Os holandeses transformaram o local em um posto militar.

Passaram-se vinte anos até que os franciscanos pudessem voltar, e a vida no convento retomou a partir de 1656, ocasião em que foram feitas algumas ampliações e melhorias.

Décadas depois, em 1701, os integrantes da Ordem Terceira (leigos observantes do carisma franciscano) decidiram erigir uma capela e uma casa de oração. No mesmo período, decidiu-se por ampliar o convento e a igreja, e, segundo o relato de Frei Jaboatão, por volta de 1718 o conjunto inteiro estava em obras.

A igreja nova foi edificada já no contexto de independência jurídica da província franciscana do Brasil em relação à província portuguesa, o que permitiu aos frades do Brasil alcançar uma maior autonomia no traçado de suas igrejas, não necessitando mais enviar seus projetos a Portugal para aprovação. O primeiro projeto arquitetônico realizado após essa emancipação foi o da igreja do convento de Cairu, na Bahia, seguido pela igreja do convento de São Francisco do Paraguaçu, também naquele estado. Muitos outros semelhantes se seguiram, como em Olinda, Recife, e essa, na Paraíba, consolidando aquilo que German Bazin chamava de “escola franciscana do Nordeste”: frontispício com “composição essencialmente piramidal, obtida com a superposição de três pavimentos de larguras decrescentes“.

A nova igreja foi solenemente consagrada em 1734, mas outros embelezamentos ainda ocorreriam: a parte superior da fachada foi terminada em 1779, e o bulbo do campanário foi concluído em 1783.

Frontão em arenito, tendo no centro o símbolo franciscano, com um braço de Cristo e outro de São Francisco unidos na cruz
Nave principal da igreja conventual.
Púlpito da igreja conventual. Segundo o IPHAN, “é uma obra de arte com um rico trabalho de talha dourada, considerado pela UNESCO como único no mundo inteiro, e possivelmente sofreu influência da arte indígena”
Detalhe do arco que separa a igreja conventual da Capela Dourada da Ordem Terceira
Capela Dourada da Ordem Terceira de São Francisco
Pórtico de entrada da Casa de Oração
Coroamento do pórtico da Casa de Oração, representa as três virtudes teologais – Fé (acima, com os olhos vendados), Esperança (á esquerda) e Caridade (à direita).
Casa de Oração da Ordem Terceira de São Francisco
Um dos retábulos da Casa de Oração, dedicado a Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Retábulo principal da Casa de Oração
Coro da igreja conventual – as estalas de jacarandá foram terminadas em 1731.

REFERÊNCIAS:

– BAZIN, German, L’Arquitecture Religieuse Baroque au Brésil, Tome II, Paris: Librairie Plon, 1958

IPHAN

Um comentário sobre “Igreja do Convento de São Francisco – João Pessoa, Paraíba

  1. Mais fotos lindas de nossas igrejas espalhadas por nosso país!
    Parabéns a todos os que participaram deste trabalho!

    Curtir

Deixe uma resposta para M. Silvia Romano Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.